Angola Namibia
Sobre Como Usar Glossário Documentos Imagens Mapas Google Earth
Favor fornecer feedback! Clique para detalhes
Home The River Basin People and the River Governance Resource Management
A Gestão dos Recursos Hídricos
 Introdução
A Demanda de Água
 A Gestão da Demanda de Água
A Disponibilidade de Água
 Uso e Alocação de Água
 Registo & Alocação
 Caudais Ecológicos
 Mudança Climática e o Uso da Água
 Conservação e Reutilização
Infra-estruturas de Água
O Valor da Água
Monitorização dos Recursos
Investigação e Desenvolvimento
 Referências

 



Feedback

send a general website comment

report a specific comment about this page

Feedback

 

A Disponibilidade de Água  

Angola

Os recursos hídricos de superfície e subterrâneos são relativamente abundantes em Angola. A disponibilidade total de água de superfície renovável no país está estimada em cerca de 184 km³/ano, o que é equivalente a cerca de 8 213 m³ por habitante por ano (m³/c/ano). A maior parte dos rios que escoam para oeste têm as suas fontes na região do Planalto Central. Uma grande parte da água de superfície sai para o Atlântico que recebe cerca de 41 % dos fluxos anuais. 119 km³ no total por ano escoam-se para os países vizinhos e, dessa quantidade, a República Democrática do Congo recebe 84 km³, a Zâmbia cerca de 25 km³ e a Namíbia 10 km³, enquanto Angola não recebe qualquer recurso hídrico do exterior (Fonte: Aquastat, 2005). Assim, o rácio de dependência (parâmetro que descreve a parte dos recursos hídricos renováveis totais com origem no exterior do país) em Angola é de 0 %.

Calculam-se em 72 km³ por ano os recursos hídricos subterrâneos renováveis. Os níveis das superfícies freáticas encontram-se a profundidades entre 10 e 30 m no Planalto Central, 5 a 30 m na zona costeira e a mais de 200 m nas zonas semi-áridas e nas de baixa produção em fontes no sul.

Quedas de Ruacaná.
Fonte: AHT GROUP AG 2009
( clique para ampliar )

Namíbia

Os recursos hídricos a que a Namíbia tem acesso podem ser divididos em recursos hídricos partilhados internacionalmente e recursos hídricos internos. As fontes de recursos hídricos internacionais são os rios permanentes e os rios efémeros das fronteiras norte e sul:

  • Rios permanentes do norte: Kunene, Okavango, Zambeze e Kwando;
  • Rio efémero do norte: rio Cuvelai que escoa do sul de Angola para a bacia de Etosha; e
  • Rio permanente do sul: Orange-Senqu.

Todos os rios são partilhados entre a Namíbia e os outros Estados ribeirinhos nos rios referidos acima.

Estimam-se em 45 km³/ano os recursos hídricos naturais renováveis totais da Namíbia, dos quais só 6,2 km³/ano (4,1 km³/ano de água de superfície e 2,1 km³/ano de águas subterrâneas) são produzidos internamente. Um recurso hídrico natural renovável total é a soma dos recursos hídricos internos renováveis e dos recursos hídricos externos renováveis (incluindo as águas de superfície e as águas subterrâneas). Corresponde à quantidade máxima anual teórica de água efectivamente disponível num país em determinado momento. Os recursos naturais são considerados estáveis durante um período longo.

Mais de metade dos recursos hídricos externos vêm do rio Zambeze, havendo quantidades mais pequenas oriundas dos rios Orange, Kunene, Kwando e Okavango. Do caudal natural total contabilizado dos rios transfronteiriços Zambeze, Kunene e Orange, que resulta em 28 km³/ano, só 0,255 km³/ano estão garantidos através de tratados (0,07 do rio Orange e 0,185 do rio Kunene) e, portanto, devem ser considerados como caudal efectivo total contabilizado. Isto reduz os recursos hídricos naturais renováveis de 45,5 km³/ano para 17,7 km³/ano de recursos hídricos efectivos renováveis, o que equivale a cerca de 8 800 m³ por habitante e ano. O rácio de dependência da Namíbia é relativamente elevado (65 %).

Baixo Kunene
Fonte: © Ostby 2007 www.pgoimages.com
( clique para ampliar )

Disponibilidade a Longo Prazo de Recursos Hídricos em Angola e na Namíbia

Precipitação média anual a longo prazo Angola
Namíbia
Profundidade (mm/ano) 1 010 285
Volume (km³/ano) 1 259 235
Recursos hídricos naturais renováveis totais a longo prazo
Recursos hídricos renováveis internos (km³/ano) 184 6,2
Recursos hídricos renováveis externos (km³/ano) 0 11,6
Recursos hídricos renováveis totais per capita (m³/c/ano) (2000) 8 213 10 211
Rácio de dependência (%) 0 65,7

As fontes de águas superficiais produzidas internamente na Namíbia são todas efémeras, o que significa que só existem durante um curto período após a queda de precipitação. As fontes internas de água na Namíbia incluem também as águas subterrâneas e a utilização de fontes não convencionais de água. Os recursos hídricos internos renováveis per capita estão estimados em 2 892 m³/ano (FAO 2010).

Recursos hídricos exploráveis ou geríveis totais: São definidos como aquela parte dos recursos hídricos considerados disponíveis para desenvolvimento, tendo em consideração factores como, por exemplo: a viabilidade económica e ambiental de armazenamento de água das inundações atrás das barragens ou de extracção de águas subterrâneas, a possibilidade física de captar água que escoa naturalmente para o mar e as condições mínimas de fluxo para serviços do ambiente, a vida aquática, a navegação, etc. Chama-se-lhe também potencial de desenvolvimento dos recursos hídricos. Os métodos de avaliação dos recursos hídricos exploráveis variam de país para país conforme a sua situação. Em geral, os recursos hídricos exploráveis são significativamente mais pequenos do que os recursos hídricos naturais.

Os recursos hídricos da Namíbia têm uma reserva de exploração total garantida de 660 milhões de m³/ano, distribuídos da seguinte forma: águas subterrâneas 300 milhões de m³/ano, rios efémeros 200 milhões de m³/ano, rios permanentes 150 milhões de m³/ano e fontes não convencionais 10 milhões de m³/ano. Do potencial dos rios efémeros, desenvolveram-se cerca de 90 milhões de m³/ano. As estimativas indicam também que a reserva de exploração das fontes subterrâneas, sustentável a longo prazo, é de 300 milhões de m³/ano, tendo já sido desenvolvidos 150 milhões de m³/ano deste potencial.

Disponibilidade e Mobilização dos Recursos de Água Doce na Namíbia (Milhões de m³/ano)

Fonte Observação Potencial Mobilizado
Água subterrânea Reserva de exploração segura e sustentável a longo prazo 300

150

Água de superfície efémera Desenvolvimento total a 95 % de garantia de abastecimento 200 90
Água de superfície permanente Capacidade instalada de extracção 150 150
Não convencional Recuperação, reutilização, reciclagem 10 10
Total

660
400

Source: GTZ 2003

 

 



Interactive

Explore as sub-bacias do rio Kunene


Entrevista sobre a gestão integrada e transfronteiriça da bacia do rio Kunene


Investigue as barragens e açudes na bacia do rio Kunene


Examine o comércio de água virtual e a pegada de água dos países da SADC


Explore como as barragens produzem energia hidroeléctrica